Mercado do tecnico - ASTEGO

CART   1     € 250,99
ASTEGO
Associação dos Técnicos em Imobilização Ortopédica
ASTEGO
Ir para o conteúdo
PRA VOCÊ
O que faz
O Técnico de Imobilização Ortopédica é responsável por atender pacientes executando procedimentos relacionados a reabilitação ortopédica dos mesmos, realizando inserção e retirada de materiais de imobilização, efetuando trações cutâneas, atuando na execução de manobras em fraturas ou redução das mesmas além de prevenir pacientes quanto a reincidência de fraturas e traumas.
 
Mercado de trabalho
O Técnico de Imobilização Ortopédica atua em parceria com profissionais da área da saúde como médicos ortopedistas e especialistas em traumatologia, as vagas de emprego para essa profissão estão em sua maioria concentradas em hospitais e clínicas que efetuam atendimento de pronto socorro. Para exercício da função é necessário possuir ensino técnico na área.

 
Quanto ganha um Técnico de Imobilização Ortopédica concursado
Profissionais com ensino médio completo contratados para exercer o cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica também podem almejar um emprego público através de concurso.
 
O salário de Técnico de Imobilização Ortopédica concursado é de R$ 1.403,55 para uma jornada de 33 horas semanais, segundo dados de 10 profissionais contratados por concurso público para órgãos municipais, estaduais ou federais.
Seguir uma carreira concursada de Técnico de Imobilização Ortopédica não parece ser uma boa idéia, já que a remuneração no setor público é cerca de 22% menor do que a média salarial do setor privado. Talvez compense pela estabilidade e jornada de trabalho menor, mas precisaria pesar bem os prós e contras.
Lembrando que quando um Técnico de Imobilização Ortopédica é concursado e contratado como agente público, ele também entra como regime CLT, ou seja, ele poderá exercer a função como emprego público na administração direta ou indireta, em empresas públicas, sociedades de economia mista e em fundações públicas de direito privado.

 
Quanto ganha um Técnico de Imobilização Ortopédica por jornada de trabalho
Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 830 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Técnico de Imobilização Ortopédica em regime integral de trabalho. Ideal para sabermos exatamente o salário por hora do profissional.
              
Cálculo de acordo com a carga    horária mensal e salárioTotalrnada
           


Técnico de Imobilização Ortopédica em jornada de trabalho parcial (horista)
 
Para o regime de jornada de trabalho parcial (horista), um total de 14 profissionais foram contratados para o cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica. Nesse contexto a jornada semanal média ficou em 41h com um salário de R$ 1.667,58 o que corresponde a R$ 8,22 por hora trabalhada (relacione o salário de horista com o valor por hora do integral para ver a média salarial mensal).

 
Salários na carreira por nível profissional e porte da empresa
 
Um Técnico de Imobilização Ortopédica Nível I ganha em média R$ 1.792,62, o Nível II recebe cerca de R$ 1.644,60, já o Nível III tem uma média salarial de R$ 1.869,79 mensais de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto aos dados oficiais do CAGED de profissionais demitidos no mercado de trabalho.
 
Salário por porte da empresa
Esse levantamento mostra a faixa salarial em que se encontra o cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica de acordo com o porte da empresa. Os segmentos são: MEI - Micro Empreendedor Individual, micro empresa, pequena empresa, média empresa e grande empresa. Veja como é feita essa divisão:
 
·         MEI: permitido no máximo 1 funcionário;
·       Micro: até 19 funcionários;
·       Pequena: 20 a 99 funcionários;
·       Média: 100 a 499 funcionários;
·       Grande: mais de 500 empregados, seja comércio, serviços ou indústria.
 
Salário por nível profissional
Aqui buscamos listar a remuneração do cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica de acordo com o nível de experiência do profissional na empresa até sua demissão. Veja como é feita a listagem:
·         *Técnico de Imobilização Ortopédica Nível I: até 4 anos;
·         *Técnico de Imobilização Ortopédica Nível II: de 4 a 6 anos;
·         *Técnico de Imobilização Ortopédica Nível III: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;
              
Metodologia: Salários de 396 profissionais    demitidos pelas empresas.              
Porte da Empresa

*Os   salários de Técnico de Imobilização Ortopédica Nível 1, Nível 2 e Nível 3 no   cargo são referentes somente ao histórico do profissional naquela empresa até   ser demitido. Esses dados não levam em consideração a vida profissional   completa no cargo, por isso o salário de um Técnico de Imobilização   Ortopédica Nível 1 pode ser maior que um Nível 3 por exemplo. Geralmente   quando a amostragem de salários na pesquisa é maior isso tende a se   estabilizar estatisticamente.
       
Piso salarial Técnico de Imobilização Ortopédica 2020
De acordo com negociações coletivas registradas, o valor médio do piso salarial 2020 para o cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica em todo o Brasil é de R$ 1.637,12 para uma jornada de trabalho de 39 horas por semana.
 
O valor do salário base, bem como o percentual de reajuste salarial 2020 é homologado por acordo, convenção coletiva ou dissídio dos Técnicos de imobilizações ortopédicas pelo sindicato.
O valor do piso salarial mostrado aqui é a média ponderada do salário normativo retirada de acordos coletivos de todo Brasil que foram registradas no MTE, calculado em conjunto com o salário em locais com maior número de contratações para chegar ao valor final.
Na grande maioria dos casos, esse cálculo se aproxima muito do salário base da categoria para o cargo CBO 3226-05.
Calculamos dessa forma para que os dados não sejam afetados por dados de contratações de profissionais em locais que não hajam sindicatos regionais para negociações salariais com sindicatos patronais.
 
Adicionais Salariais
 
Adicional Noturno
Numa jornada de trabalho noturna, o valor do adicional noturno do Técnico de Imobilização Ortopédica por hora seria de cerca de R$ 1,86. Assim, se o profissional cumprir todas as horas do mês como noturna, seu salário terá um valor adicional de cerca de R$ 358,75 mensais.
 
Insalubridade e Periculosidade
O valor do adicional de periculosidade para o cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica com base no salário médio seria de R$ 538,12 mensais (30%). Já o adicional por insalubridade é dividido por graus. A 1ª de 10% teria um valor de cerca de R$ 179,37, a 2ª de 20% seria de cerca de R$ 358,75 e a 3ª de 40% chegaria a um valor mensal de R$ 717,50.
 
Segundo o MTE a caracterização e classificação da insalubridade e da periculosidade do Técnico de Imobilização Ortopédica, devem ser feitas através de perícia do Médico ou Engenheiro do Trabalho. (Art. 195 CLT)
 
Insalubridade e periculosidade não são cumulativos. O trabalhador deve optar por um ou pelo outro.
Salário para Técnico de Imobilização Ortopédica PCD
Num levantamento com 12 salários de Técnicos de imobilizações ortopédicas PCDs - Pessoas Com Deficiência no cargo de Técnico de Imobilização Ortopédica, a média salarial em todo o Brasil é de R$ 1.607,36 para uma jornada de trabalho de 39 horas semanais.
O salário médio aqui mostrado não difere o tipo de deficiência do trabalhador, podendo esta ser permanente, ou até mesmo um trabalhador readaptado que retorna de afastamento do trabalho pelo INSS.

 
Fonte: https://www.salario.com.br/profissao/tecnico-de-imobilizacao-ortopedica-cbo-322605 - Data Pesquisa 26/11/2020
POLÍTICA DE PRIVACIDADE
Em hipótese alguma a ASTEGO compartilha os seus dados com terceiros para fins comerciais e publicitários. os registro de associados dos profissionais em  técnicos em imobilização ortopédica. ASTEGO, uma organização sem fins lucrativos, sem vínculos com partidos políticos ou qualquer tipo de grupo de interesse financeiro.
USO E COMPARTILHAMENTO DE DADOS
Ficam disponíveis para consulta pública, de forma individual, os dados de titularidade, endereço de e-mail dos contatos e informações técnicas dos associados. No caso de registro por pessoas físicas, a titularidade consiste em seu nome e número do Cadastro Nacional junto à Receita Federal (CPF). Para empresas, além das informações acima (com o CNPJ substituindo o CPF), também telefone e endereço físico são divulgados.
WEBSITE
Nosso objetivo principal é a graça de ajudar cidadãos vocacionados a lutar em prol da saúde das pessoas, impulsionando e motivando profissionais espalhados por todos os cantos do Brasil a ingressarem nessa brilhante carreira.
Todos os direitos ASTEGO
SOBRE
ASTEGO é uma organização independente criada em 1998 que atua em defesa do Técnico de Imobilizações Ortopédicas – TIO,  que se propõe a ser fonte de informação e pesquisa no trabalho humanizado.





Rua Antonio Clemente, 183 Jd. São Paulo  São Paulo  SP Cep: 02039-020
Bem próximo ao Metro Jardim São Paulo ( Linha Azul )
Voltar para o conteúdo